Single Blog Title

This is a single blog caption

Família Cohab City grava primeiro DVD na Zona Norte

Share on Facebook81Tweet about this on Twitter
IMG_0723

Depois de mais de quinze anos separados, grupo “Amigos da Cohab” se reuniu no dia 9 para gravação de DVD

A madrugada do dia 9 de novembro marcou um novo recomeço na vida de Netinho de Paula e seu grupo de pagode, depois de mais de 15 anos. A Família Cohab City, grava o seu primeiro trabalho ao vivo na nova casa de show do Campinho, local que abrigava o GRES Tradição, na zona Norte do Rio. Todo o show se resumiu a uma noite de festa abençoada, com muita alegria através dos manos da Cohab (Wagninho, Lino, Fabinho e Netinho). O público de aproximadamente 3.000 (três mil) pessoas encheu a casa e teve a oportunidade de cantar e dançar os sucessos da carreira dos músicos como “Tanajura”,  “Beijo Geladinho”, além dos clássicos “Cohab City” e “Gente da gente” entre outras músicas inéditas.

Um show a parte foi a performance do grupo cantando e dançando cada música e tudo isso junto a alguns ícones da música brasileira, como Mumuzinho, Xande de Pilares, Molejo e Naldo Benny ao lado de Netinho de Paula numa participação dos cantores no repertório da gravação do DVD Cohab City, só abrilhantou ainda mais toda a celebração que marcou o retorno do grupo em grande estilo. O que resultou na presença dessa galera segundo Netinho, foi a cumplicidade e a amizade firmada entre eles ao longo da carreira. “Os caras são nossos amigos de verdade, sabe? Foi uma coisa de irmão mesmo, não teve frescura, em uma ligação eles já falaram: “Opa… já tô””, o vocalista da Cohab lembrou também da identificação de vida e da amizade com Naldo Benny, “o Naldo veio do Guetto igual a gente, nós acompanhamos a história de luta, de batalha, de sonho dele, e ele reconhece isso na gente. Ele e o irmão eram fãs e ficavam imitando as nossas coreografias na televisão”.

Uma das maiores dificuldades segundo Netinho, foi unir o grupo para outra vez cantarem juntos depois da banda ficar um bom tempo sem se falar. E o Fabinho, que é o cara mais espiritual de todos, que é evangélico, veio com a palavra e através do evangelho e do amor, tocou o coração de todos e quebrou o ódio dessa galera que tá aqui no grupo hoje. Netinho lembrou ainda de sua satisfação em poder gravar no Guetto (para o povo das comunidades) de onde veio, “cantar pro nosso povo, pra quem gosta de verdade aqui na cidade do Rio de Janeiro foi muito bom… A casa estava lotada, a gente não esperava que viria tanta gente, ficamos muito felizes, foram três horas de show, gravamos muitas músicas. A gente está emocionado, de fato o Rio é a nossa casa”.

Deixe uma resposta

Parceiros